“A Star is Born”: a magnífica estreia de Gaga nos cinemas

A Star is Born é um filme de romance e musical estrelado pela Lady Gaga e Bradley Cooper, com lindíssimas músicas e atuações impecáveis. Conta a história de Ally (Lady Gaga), que trabalha em um restaurante, compõe e canta suas próprias músicas num bar drag da cidade. Do outro lado, temos Jackson Maine (Bradley Cooper), astro da música que tem problemas com drogas e álcool e que, após um show, vai ao bar em que Ally está se apresentado para comprar bebida. Ele se fascina com a voz e performance da mulher. Os dois acabam se envolvendo, levando a um futuro magnífico e desastroso, tanto para Ally quando para Jackson. Pra quem não sabe, é inspirado no filme A Star is Born, de 1937, que já foi refilmado em 1964 e 1976. Eu não vi os antigos, então vou falar aqui sobre este de 2018 isoladamente. Ah, e não se preocupem, vou evitar spoilers.

Eu não preciso nem dizer o quão empolgado eu estava pra ver. Eu, como fã da Lady Gaga, tendo a oportunidade de ir ver um musical estrelando a minha rainha? Não poderia estar mais empolgado. Apesar de não saber absolutamente nada sobre o filme, a trama ou os personagens quando entrei na sala, saí com um sentimento de satisfação… Mas com um gostinho amargo.

As atuações são magníficas, e Lady Gaga REALMENTE se transforma em uma outra pessoa – Ally. Eu imaginei que talvez usariam mais da pessoa e da personalidade dela para ajudar o filme a estourar, mas não. E não precisaria, de qualquer jeito. Todo o romance dela com Jackson, a química… As primeiras cenas dos dois juntos estão EXPLODINDO de tensão entre os dois, e isso é magnífico. A atuação de Bradley também não fica pra trás, nos entregando não apenas um personagem, mas um ser humano – com todas suas qualidades e defeitos, até mesmo os piores deles. Você consegue sentir a relação toda. Talvez eu seja novato em filmes de romance, mas foi INTENSO. Todos os outros atores estão de parabéns, mas eu sou obrigado a destacar esses dois.

A trilha sonora é fantástica (tirando uma música que eu detestei e não saiu da minha cabeça) e boa parte dela foi composta pela Lady Gaga. Um detalhe importante é que todas as músicas do filme foram gravadas ao vivo. Então esqueça playback – cada show foi gravado como um show.

A fotografia é muito bonita, mas honestamente? Não foi um dos pontos de maior destaque do filme, pra mim. Claro, tirando as cenas de pura tensão sexual entre Ally e Jackson – obras de arte.

Já o roteiro foi o que mais me decepcionou. Eu sei, eu sei, é um filme de romance, mas mesmo assim eu não gosto quando tudo é muito bonitinho, quando algumas coisas são um mar de rosas. E eu digo que boa parte do filme tudo acontece muito rápido e muito fácil, tudo começa dando muito certo. Talvez seja, pra dar um contraste com a mudança lá pelo terceiro ato, mas mesmo assim me incomodou muito. No entanto, o terceiro ato é a redenção final do filme pra mim, e o final é impecável, nos deixando uma forte mensagem para refletirmos sobre muitas questões – sendo, a mais importante, a saúde mental.

Vale a pena ver? Definitivamente! Seja você fã de musical, romance ou da própria Lady Gaga, não vai sair decepcionado do cinema. Apesar dos problemas que tive com o roteiro, tudo mais no filme foi magnífico.

A Star is Born é dirigido por Bradley Cooper e entra em cartaz dia 11 de outubro nos cinemas de todo o Brasil.

Anúncios

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s