8 rolês que você tem que experimentar em maio

Parece que abril passou em um piscar de olhos! Apesar de o mês ter passado insanamente rápido, fizemos algumas coisinhas legais e achamos que você deveria experimentá-las também. Confira o indicados 36 para o mês de maio:

1. Dar uma chance para o suco verde
por Natasha Heinz

Quem tá acompanhando as nossas dicas do mês, pode ter notado que eu estou tentando incluir hábitos mais saudáveis na minha vida. Aí é que entra o suco verde também. Além de ser mais prático de fazer o que parece, é uma forma atrativa de comer mais frutas e verduras. Como eu sou preguiçosa e não gosto de gastar dinheiro (a famosa mão de vaca), a maioria das receitas que achei pela internet não serviam – afinal, olha bem a minha cara de quem vai comprar chia. Mas descobri que dá pra fazer com coisas bem básicas que eu já comprava igual: espinafre ou couve pra base, beterraba, morango ou alguma outra fruta vermelha, limão, etc. E eu sempre adiciono chá verde, que é algo 200% certo de ter na minha casa. Ah, e a dica pra não gastar tempo fazendo é: deixa tudo preparado e cortadinho no dia anterior (dá pra fazer isso enquanto você tá preparando a janta) e só joga no liquidificador de manhã. No começo, eu ficava meio desconfiada que ia ficar com fome – porque é estranho ter uma refeição em que tu não mastiga, né? Mas não!! Inclusive me mantém cheia por mais tempo do que um pão com manteiga, e sem a culpa.

2. Parar de ter preconceito com a academia
por Pedro Veloso

Quando eu era criança odiava a aula de educação física, em todos os aspectos que ela envolvia: de ter que fazer esportes que odiava, até ter que ir de abrigo no dia da aula e arruinar o look. Cresci e continuei sem fazer qualquer atividade e achando ridículo quem gastava horas em academia e andava com tênis nike de mola no dia a dia. Mas de uns anos pra cá, eu tava entediado – e também notando que meu metabolismo não era mais o mesmo e eu não ia poder mais manter uma dieta only carboidratos – e resolvi entrar em uma academia. No começo só fazendo esteira, me achando superior a todas aquelas pessoas. Pois depois de um tempo, eu fui me acostumando, me aventurando naqueles aparelhos estranhos e até pegando uns pesos. Hoje em dia em criei o hábito real oficial, tenho ~treino~ feito pelo personal da academia, fico mal se fico muito tempo sem ir e – pasmem – ando de abrigo por aí (ewww, I know). Esse não é nenhum case de superação nem nada, mas uma coisa que eu odiava hoje é um momento importante pra mim em que eu cuido do meu corpo, da minha saúde e também tem um peso na minha autoestima. Sem contar que me sinto mais próximo da Britney Spears em seus workout videos 😆

3. Ir na Bienal do Mercosul
por Gabriela Cavalheiro

Eu vivo reclamando que Porto Alegre nunca tem nada pra fazer, então quando tem, preciso enaltecer. Mês passado, aproveitei um fim de semana para ir conferir a Bienal do Mercosul. Essa é a 11ª edição e tá espalhada por três museus e outros dois locais, além de também ter uma instalação muito legal na Praça da Alfândega. Recomendo especialmente pra quem não é muito envolvido com arte, mas quer fazer um rolê cultural diferentão no fim de semana ao invés de ficar em casa vendo Netflix. Até agora, eu só consegui ver o Memorial e o MARGS (que, btw, está demaissss <3), mas quero conferir os outros locais logo, antes que acabe! Quem quiser conferir também, as exposições vão até 3 de junho.

4. Gravar um segundo de cada dia e fazer um mini-doc
por Jennifer Baptista

View this post on Instagram

tchau, abril ✨

A post shared by Jennifer Baptista (@jennidorock) on

Eu já tinha baixado o app 1 Second Everyday há uns meses e até tentado criar um mini-doc da minha vida algumas vezes, mas nunca dava muito certo… Até que, em abril, eu consegui! É bem simples: o app possui uma timeline e, diariamente, tu grava um vídeo de 1 segundo (pode ser mais longo, já que o app permite fazer cortes) de alguma coisa do teu dia. Aí, tu pode fazer compilados do mês, ano ou customizado ao gosto do freguês. Se você sempre sonhou em ser documentarista, aqui está a chance de começar!!! Brincadeiras (ou não) à parte, o app é muito legal e te dá a possibilidade de observar tua vida de um ângulo diferente… Dá pra olhar o resultado e ver que, apesar de tudo de errado, tem umas coisinhas boas e bonitas acontecendo.

5. Jogar “Hogwarts Mistery” e se tornar um bruxo virtual
por Cindy da Rosa

Antes de tudo, queria esclarecer que eu não sou o tipo de pessoa que se vicia em jogos de celular. Eu sempre baixo uns que parecem interessantes e acabo esquecendo e deletando eles em uma semana. Então pode ser que em um futuro próximo eu nem tenha mais esse jogo entre meus apps, mas vale a menção por ser relacionada a um dos meus livros favoritos. Na última semana de abril, foi lançado o “Hogwarts Mistery”, um jogo que se passa dentro do mundo de Harry Potter. Nele, tu vive a experiência completa da vida de um jovem bruxo: recebe a carta de Hogwarts, aprende poções, pratica feitiços e escolhe a casa em qual tu quer ficar (!!!). O jogador faz parte de uma narrativa que envolve aventura e mistérios a serem resolvidos, e o avatar pode ser personalizado para se parecer mais contigo. Ao longo do jogo tu vai ganhando acesso a novas partes do castelo, conhecendo novos personagens e aprendendo mais matérias, é só completar as tarefas e instruções que são dadas de um enredo muito bem elaborado. Não é o jogo mais interativo, mas te prende porque é fiel à saga e te deixa curioso para descobrir qual parte da história tu vai conhecer em seguida. E nada melhor para um fã da série do que finalmente poder dizer que faz parte de Hogwarts!

6. Assistir Masterchef Colômbia
por Jennifer Baptista

Com o advento do Netflix (̶e̶ ̶d̶a̶ ̶p̶i̶r̶a̶t̶a̶r̶i̶a̶)̶, eu assisto pouquíssima TV – seja aberta ou por assinatura. Entretanto, um tipo de programa que sempre me chama a atenção quando estou zapeando entre os canais são os de culinária. E, numa dessas, no domingo de Páscoa, fui presentada com um programa precioso. Estava passando a fase classificatória do Masterchef Colômbia e eu e Felipe ficamos vidrados com aquilo. Todo domingo, ao meio dia, são exibidos quatro episódios da 3ª temporada do show e nós estamos um tanto viciados, o que é realmente uma surpresa. Ao contrário da edição brasileira do reality, a eliminação acontece a cada dois episódios, ou seja, é como se um episódio do Masterchef Brasil fosse equivalente a dois colombianos. Inclusive, esta é uma das razões pela qual eu nunca me empolguei muito com o programa brasileiro (apesar da Paola Carosella): os episódios são exibidos às 10 e meia da noite e têm quase TRÊS HORAS DE DURAÇÃO. Não há saúde pra assistir um troço desses, a gente tem que trabalhar no dia seguinte!!! Mas, voltando à Colômbia, o programa é demais! Mesmo assistindo dublado, é muito aprendizado. Confesso que sei pouquíssimo sobre o país e, graças ao Masterchef, é possível aprender mais sobre esse povo através de sua culinária e hábitos culturais. Recomendo!

7. Experimentar abacate com ovos mexidos
por Gabriela Cavalheiro

Nunca fui muito de abacate. A consistência me incomodava um pouco e aqueles cremes doces sempre me davam asco – a guacamole era a única exceção. Porém, resolvi experimentar essa vida de comidas bonitas estilo Pinterest no mês passado e dei uma chance para o abacate com ovos mexidos. Fui no Zaffari e comprei uns avocados (o abacate pequenininho, caso alguém não saiba). Como a minha primeira tentativa deu errado (a fruta não tava madura o suficiente), minha tia me ensinou que tem que deixar o abacate em um ambiente escuro para ele amadurecer mais rápido. Em dois dias (no máximo três), o abacatinho estava pronto pra tentativa número 2 – e foi ótimo. Esmaguei ele e temperei com bastante sal e pimenta. Dei uma torradinha em uma fatia de pão integral e passei requeijão, coloquei a pastinha de abacate em cima e cobri com 2 ovos mexidos. Foi in-crí-vel. Recomendo bastante.

Dicas para os noobs dos abacates: um avocado maduro e pronto para comer tem que estar bem molinho e com a casca bem preta. Pra acelerar esse processo, você pode enrolar ele com um jornal para proteger da da luz ou guardar ele em um local escuro – eu usei a gavetinha da air fryer kkk

8. Experimentar o Amazon Prime
por Roberta Reis


Faça um bem pela sua vida e assista This is us.

Aposto que acontece com todo mundo de ficar um tempão passando o catálogo da Netflix sem conseguir escolher o que assistir. Foi por isso que fiquei tão feliz quando minha amiga disse as palavrinhas mágicas “to testando o Amazon Prime, pode usar minha senha”. Eu sabia que já tinha disponível algumas séries que eu queria assistir, mas tem bem mais coisas interessantes do que eu imaginava. Finalmente pude fazer o namorado assistir Community porque agora não preciso baixar (vai lá ver o Donald Glover muito antes de Childish Gambino <3). Também tô assistindo This is us e Transparent é a próxima da minha lista. Não cancelei Netflix porque acho que me sentiria perdida no mundo, mas vale a pena dar uma variada.

Confira as nossas indicações anteriores:

Leia também:

 

Anúncios

4 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s