Porque Love, a série da Netflix, é muito amor

A série Love da Netflix entrou na sua terceira e última temporada sem muito alvoroço, pelo menos aqui no Brasil, mas a pouca fama não a faz ser uma série morna ou até mesmo ruim. Pelo contrário, Love é uma série sobre relacionamentos reais, sobre o começo deles e possíveis fins.

A história tem como protagonistas Mickey, interpretada pela talentosa Gillian Jacobs, e Gus, Paul Rud. O casal se conhece em um mercado quando Mickey esquece sua carteira e Gus se oferece para pagar a conta.

Todo o show gira em torno do desenrolar do relacionamento dos dois, o qual teve início de forma despretensiosa, já que os protagonistas são opostos: Mickey é uma garota descolada que esteve em diversos relacionamentos e tem problemas com álcool e drogas e Gus, como era de se esperar, é um cara certinho, nerd e bem chato.

O casal tem uma química muito boa que vai melhorando a cada temporada. Os episódios passam muito rápido, isso se deve também ao fato de nem todos serem focados no casal, mas sim em cada um de forma individual com seus respectivos trabalhos, problemas, grupo de amigos, entre outros.

A série possui muitos estereótipos, como o cara certinho que tenta mudar o modo de viver da namorada apenas para ter controle sobre ela, a garota que é super badass, mas por dentro tem um coração mole e se deixa levar pelo namorado controlador.

Mais que estereótipos, Love é um show sobre o desenrolar dos relacionamentos e mostra que nem todos os inícios de namoro são flores, alguns são uma busca constante de tentar entender um ao outro e estar na mesma sintonia.

Aí é que está a beleza de Love. É uma série cheia de clichês sim, mas que agrada por mostrar as desavenças de um casal com pitadas de humor. É bacana não saber se o casal de fato ficará junto, se todas as brigas serão superadas.

Um dos grande trunfos do programa é o elenco de apoio, como Bertie, a colega de quarto de Mickey que é uma australiana bem engraçada e doce. Outro personagem é o Chris que mora no mesmo condomínio de Gus e foi para LA tentar a vida como dublê.

Love é uma série bem gostosa de assistir, apesar de algumas problematizações do relacionamento dos protagonistas, pois mostra as dificuldades de se manter o romance em meio as diferenças de cada um. Vale a pena assistir também pelo cenário, Gus trabalha como professor em um set de uma série de TV em Los Angeles, isso nos faz mergulhar no ambiente hollywoodiano. Apesar de tudo a série é sobre o amor e quer motivo melhor para assistir a um programa do que amor?

Mais no 36?

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s