Por que Três Anúncios Para Um Crime merece um Oscar

Depois de assistir a três filmes indicados em categorias do Oscar 2018 e me decepcionar com os três, resolvi ver Três Anúncios Para Um Crime de forma despretensiosa e foi uma bela surpresa.

Resultado de imagem para tres anuncios para

Frances McDormand é uma das grandes artistas de sua geração e é uma pena não ser tão conhecida por essas bandas do Brasil. No filme, ela vive a protagonista, uma mãe chamada Mildred Hayes, que é obrigada a viver com o assassinato não solucionado de sua filha mais velha. Ao passar por uma estrada quase deserta, encontra três outdoors e tem uma ideia: alugá-los e colocar anúncios a fim de cobrar a polícia local por uma solução do crime, responsabilizando, principalmente, o xerife Bill Willoughby (Woody Harrelson).

O outdoor, como era de se esperar, causa um grande alvoroço entre a população da pequena cidade. O xerife, que está com câncer terminal, é o único que entende a dor da mãe. Ele tenta dar uma conclusão ao crime, como forma de ser seu último ato como policial, mas não conta com a ajuda de sua equipe, sendo um deles o policial nada popular Jason Dixon (Sam Rockwell – um dos meus atores preferidos), que é o alívio cômico do filme e tem um Q de vilão também.

O filme gira em torno dos desdobramentos que o outdoor provoca na cidade e as consequências do crime na família da vítima. Toda vez que achamos que o outdoor será removido, algo acontece.  A personagem de McDormand é uma mãe que luta por justiça e ao mesmo tempo tem que enfrentar a ira da cidade por ter encontrado uma forma nada convencional de pressionar as autoridades.

A obra possui humor, drama e ótimas atuações. A dupla McDormand e Rockwell rouba a cena. Não é a toa que ambos foram indicados ao Oscar como melhor atriz e melhor ator coadjuvante, respectivamente. Um ótimo filme que tem tudo para se tornar um clássico.

Anúncios

7 comentários

  1. Concordo com você, resisti um pouco a assistir a este filme, vi outros indicados (alguns nem cheguei ao final), finalmente assisti e me surpreendi com o desenrolar da história e com a construção dos personagens, passou a ser o meu preferido, apesar de ter gostado bastante de Me chame pelo seu nome e A forma da água. Ótimo o seu texto.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s