Autoconfiança feminina e drag queens no show da Sharon Needles

Apesar de Porto Alegre ter recém ganho o seu primeiro bar drag, uma das principais festas dessa contracultura nos deu adeus algumas semanas atrás. No último dia 20, a maior festa drag da capital gaúcha fez uma edição de despedida, com a participação de performers locais, como Luna LoveGold, Rebeca Rebu, León Rojas, Cassandra Calabouço e Charlene Voluntaire, mas a grande atração da noite foi Sharon Needles.

giphy (6)

Para quem não acompanha RuPaul’s Drag Race, Sharon Needles é natural de party city Pittsburgh, nos EUA, e é famosa por ser uma drag gótica trevosa, usando elementos de terror e halloween nas suas performances. Basicamente uma mistura de Elvira, a Rainha das Trevas com Rocky Horror Picture Show, ela foi a vencedora da 4ª edição do reality show, em 2012.

Apesar de um atraso de mais de uma hora e subir ao palco com jeito de quem andou utilizando uma certa substância ilícita, o show foi incrível. Sharon começou saindo de um caixão e, ao longo de quase uma hora de performance, o público foi presenteado com tudo o que se espera de uma drag queen punk rock: “fuck temer” e “fuck donald trump”, músicas cantadas ao vivo, crowdsurfing, cusparada no público e muuuito shade sobre fazer lypsincs usando máscaras (sdds Valentina).

Ela inclusive pediu mil desculpas pelo o atraso e, ao final, se prestou a responder cinco perguntas do público – e foi assim que ficamos sabendo que ela está torcendo para que a Trinity ganhe a temporada atual de RPDG.

O que mais me marcou nessa noite foi o discurso que Sharon deu agradecendo a presença de tantas meninas na plateia. Ela disse que entendia o quão importante a cultura drag pode ser para aumentar a autoconfiança do público feminino, deu shots de Jack Daniels para algumas fãs que estavam perto do palco e aproveitou para lembrar aos homens e drags presentes de que, mesmo que eles se vistam como uma mulher, jamais entenderão o assédio e o sexismo pelo ponto de vista de uma mulher. Isso lembrou um pouco a fala da legendária drag queen Pepper LaBeija, no documentário Paris Is Burning (procurem na Netflix!).

tumblr_m6lsqaTkWb1qfy98io1_500

Como mulher, me senti completamente representada por esse discurso da Sharon Needles. A grande coisa que chamou atenção em RuPaul’s Drag Race (e até me fez ficar um pouco obcecada) foi a extrema autoconfiança que as drag queens têm. Assistir homens que, em sua maioria, não estão dentro dos padrões de beleza impostos, mas ainda sim têm a coragem e a confiança para se vestir como uma mulher, representando uma personagem linda, maravilhosa, sexy e que arrasa no salto é bastante revigorante – além de ser um ótimo entretenimento. Depois de algumas horas fazendo maratona de RPDR, eu comecei a me questionar porque eu ainda não me sinto confiante para usar um cropped top ou um biquíni em público. Assistir um reality show com seres humanos que parecem transpirar autoconfiança e amor próprio é inspirador e faz você refletir sobre suas próprias neuras e perceber que tudo não passa coisa da sua cabeça.

Essa autoestima das drags é inspiradora e serve como combustível para mulheres se libertarem de inseguranças que nos foram impostas pela sociedade e por nós mesmas. Entretanto, isso também me leva a pensar sobre que tipo de sociedade é essa que faz com que uma menina precise ver um homem dando exemplo de como “ser mulher” para perceber que ela também pode ser tão fabulosa quanto ele?

Drag queens são realmente maravilhosas, mas é importante lembrar quem serve como inspiração para elas: nós, mulheres. Pode parecer meio óbvio, mas essa reflexão interna não é tão automática assim. Enquanto que a arte drag enaltece todo o charisma, uniqueness, nerve and talent do ser feminino, nós mesmas precisamos enxergar todo esse poder que está dentro da gente.

Até que você (e eu) consiga internalizar toda essa autoconfiança, lembre-se: when in doubt, freak ‘em out.

whenindoubt.gif

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s