não vamos esquecer da Kesha, por favor!

Eu vim pros EUA com uma certeza: vou assistir a muitos shows nesses três anos. As minhas esperanças começaram a crescer quando praticamente todas as bandas que eu gosto resolveram marcar turnês pro fim do verão e outono.

Considerando isso, eu nunca imaginei que o meu primeiro show aqui ia ser da Kesha no estádio de basquete da universidade. Eu também nunca imaginei que iria ficar tão feliz com isso.

2a9tg0o

Tudo bem, você provavelmente não lembra a última vez que ouviu uma música da Kesha, até porque o último single relevante dela, “Die Young”, foi lançado em 2012 (o mesmo álbum, Warrior, ainda teve mais dois singles, ganha um prêmio quem souber me dizer os nomes) e retirado das rádios logo depois por causa de um tiroteio em uma escola nos EUA.

Quem não esteve vivendo em uma caverna nos últimos meses, sabe o motivo de tal silêncio: até agosto, ela estava em uma batalha judicial com a Sony, o selo Kemosabe Records e o produtor dela, Dr. Luke, quem ela acusava de abuso psicológico e sexual. Apesar da Sony não ter permitido a quebra de contrato, a gravadora permitiu que Kesha lançasse suas músicas por outro selo e gravasse com outro produtor – o que ela não poderia fazer originalmente. Para poder finalmente lançar novos materiais, Kesha largou as acusações… e saiu em turnê!

kesha-gif-11

Quando anunciaram que Kesha ia fazer a primeiro show do semestre na universidade (sim, vão ter outros), não pensei duas vezes antes de sair correndo para comprar o ingresso. E não me arrependi.

O show foi muito amor, divertido e triste (eu quase chorei várias vezes!!!) e mais uma prova que a gente NÃO PODE esquecer da Kesha. Olha só:

Ela está fazendo tudo o que pode com o que tem

img_3671

Após duas músicas, Kesha falou pela primeira vez no show. Ela comentou sobre a situação legal, disse que pesquisou sobre o que estava passando e que descobriu que pode tocar algumas músicas antigas e vários covers. Então, perguntou: tudo bem para vocês se eu eu tocar algumas músicas de outras pessoas? Claro que todo mundo gritou.

Dá pra ver o quanto essa situação legal ainda incomoda

img_3709

Não que isso seja muito chocante, ainda mais considerando tudo que levou a ela e a forma como Kesha tem sido tratada pela justiça e pela Sony. Todas as vezes que ela comentou sobre isso, ficou com a voz embargada – e eu quase chorei.

A banda dela é incrível

e essa coreô??? 🎉

A post shared by 36 (@trintaeseis) on

Primeiro, eu achei demais ela ter uma banda e não simplesmente ser ela sozinha no palco. Segundo, eles são engraçados e fazem quase o trabalho de dançarinos. É ótimo.

Os fãs são demais

img_3634

Ainda mais sendo em uma universidade, nunca imaginei ver tanta gente cheia de glitter no rosto, usando roupas absurdas e morrendo pra ver o show. Mas isso aconteceu e foi lindo ❤

Apesar de tudo, ela ainda canta todos os singles, o que torna o show quase uma festa

we are who we are 💜 #kesha

A post shared by 36 (@trintaeseis) on

Anúncios

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s