10 coisas que você pode fazer para ajudar a acabar com a cultura de estupro

A cultura de estupro não é apenas consumar o ato, mas diversas coisas que acontecem no nosso dia a dia  que dão aos homens a ideia de que podem se aproveitar das mulheres e seu corpos e que isso é ok. Pequenas atitudes podem ajudar a, pouco a pouco, mudar mentalidades e todos podem contribuir de alguma forma. Reunimos algumas dicas do que fazer para ajudar no que estiver ao seu alcance.

giphy (1)

1. Recebeu fotos íntimas no Whatsapp? Denuncie!

tumblr_n2kpbx5Wkh1s1iqwwo1_400

E, se essa foto for enviada para você, pela menina, por vontade própria, não compartilhe. A única atitude certa se isso não se encaixar na exceção acima, é denunciar.

2. Não culpe a menina pelo seu próprio estupro

tumblr_inline_n9u9yurHHe1qbhzja

“Por que usava essa roupa?”,”Por que estava na rua à noite?”, “Por que estava sozinha?”. Qualquer questionamento que você faça sobre o comportamento dela mostra que você a culpa pelo seu próprio estupro. Qualquer coisa que ela tenha feito (vestir roupa curta, sair a noite, rebolar na balada) são coisas que todas as pessoas podem fazer apenas porque são livres. Pedir para uma menina agir diferente para não ser estuprada só faz com o que o estuprador procure outra vítima.

3. Reprima aquele amigo que agarra meninas a força na balada

giphy (2)

Isso é falta de respeito com a menina, com a privacidade e com a liberdade dela. Sem contar que ela não vai querer nada com quem a tratar desse jeito. Se você faz isso: pare. Se tem um amigo que faz: converse com ele.

4. A menina disse não? Respeite.

tumblr_inline_mpe2yhzKiv1qz4rgp

Não é porque uma menina está na balada ou até mesmo conversando com você que ela quer te pegar. Ela tem todo direito de dizer não, em qualquer momento. Mesmo que você tenha certeza que ela tá na sua, ela ainda pode dizer não, e desrespeitar isso é estupro.

5. Pode “chegar” na menina na balada? Pode, mas trate-a como gente

hi

Dá oi, pergunta se pode sentar ali, se ela quer companhia, qual o nome dela… qualquer coisa que não seja invasivo. Inclusive elogios. Deixe para fazê-los depois de ter abertura pra isso.

6. Questione-se antes de ficar com uma menina que bebeu demais. Será que ela condições de decidir o que quer?

superntural

Uma técnica manjadíssima é dar bebida para mulheres para elas ficarem mais “fáceis”. Pra começar, se ela precisa estar bêbada pra ficar com você, ela não te quer. Mesmo que ela diga sim depois de beber, ela pode não estar em condições de definir e depois se arrepender. Se você está em condições, faça seu papel e avalie isso. Pense no bem dela também e não só no seu.

7. Achou uma mulher desconhecida bonita? Pense em como ela vai se sentir antes de encarar ou falar alguma coisa

giphy

Quando uma menina ouve “elogios” de desconhecidos na rua, ela só fica constrangida. Ou dependendo do teor do que foi dito, humilhada. Pense bem como ela vai se sentir antes de ela falar alguma coisa. Avise os amigos, os tios e os sobrinhos que isso não é legal.

8. Converse com a sua família se eles repetirem ideias que perpetuam a cultura do estupro como verdades

13323747_1087491637991490_1557399550541586342_o

É comum pais, avós, principalmente pessoas de mais idade fazerem comentários que culpabilizam a vítima. Ou querer que o homem seja o machão e a menina seja a certinha. A gente sabe que hoje em dia esses papéis não existem e cada um pode ser o que quiser e merece respeito mesmo assim. Se sua família fala coisas do tipo, converse com eles. É o ambiente onde as pessoas te ouvem e respeitam sua opinião.

9. Convive com crianças ou jovens? Não ensine a menina a evitar o estupro, mas o menino a não estuprar

causas-do-estupro

Tudo que se ensina para meninas sobre ser uma “menina direita” é para evitar que sejam vítimas de estupro e machismo. Não usar saia curta, não sentar de perna aberta, não andar sozinha na rua, não sorrir para estranhos. Mas e se eles que fossem ensinados a respeitar as mulheres independente do que sejam, vistam e façam?

10. Não tente justificar o medo das mulheres dizendo que “nem todos os homens”

6a070eb49b0f4ccf8913e31d5f433615

Em vez de gastar sua energia tentando dizer que nem todos os homens são assim, porque não ajudar a combater a maioria que é?

13256458_1709253609335279_2717591626806273723_n

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s