por que halsey deveria entrar agora na sua playlist

Para começar, dê play no vídeo abaixo:

“Ghost” foi lançado como single independente em um primeiro momento e, como tudo que vale a pena (e algumas coisas que não valem), ganhou reconhecimento online imediato e levou 5 gravadoras correndo para conseguir assinar um contrato com a Halsey.

Agora sim, vamos lá:

Halsey é o nome artístico de Ashley Nicolette Frangipane. Ela tem 20 anos e nasceu em New Jersey

giphy (7)

E ela é tipo a rainha do tumblr

giphy (1)

Todo mundo sabe quem é Halsey lá e tipo 90% das pessoas mudaram o ícone para uma foto dela. O que não é exatamente algo novo, visto que ela tinha 14000 amigos no MySpace (sdds) com 14 anos e 16000 seguidores no YouTube aos 18. Todos muito merecidos.

Isso porque o primeiro EP dela, R00m 93, explodiu a internet

giphy (3)

Entre o lançamento desse EP e o primeiro álbum da Halsey, ela foi a artista mais twittada sobre durante o SXSW (= rainha da internet) e saiu em turnê com o Imagine Dragons (eh…).

Este é a bio do site dela: “I am Halsey. I will never be anything but honest. I write songs about sex and being sad”

giphy (6)

O que combina muito com as músicas honestas e totalmente NSFW que ela faz. Inclusive, Halsey, no perfil do New York Times, se declarou “birracial, bissexual e bipolar”. Sobre a primeira, ela recentemente falou neste tweet. E as outras duas são comentadas aqui.

O primeiro LP dela, Badlands, foi lançado semana passada e é incrível

giphy (4)

Todas as músicas contam histórias bastante específicas que soam extremamente pessoais, o que é sempre um grande trunfo num mundo pop em que a regra é quanto mais geral, melhor.

(Um bom exemplo é o single Hurricane)

E todo mundo que é legal no mundo comemorou

giphy (5)

Pelo menos, todo mundo que é  legal na nossa opinião.

O novo single, “New Americana”, é quase um hino da juventude atual

Nos EUA, claro, mas sempre dá pra dar uma ajustada. “We are the new Americana/ High on legal marijuana/ Raised on Biggie and Nirvana”, diz a letra. E a Pitchfork comparou ela com a Lorde (yay) e a Lana Del Rey (nay).

giphy (9)

Pode Halsey na playlist balada, pode Halsey na ressaca, dirigindo/no ônibus pro trabalho, trabalhando, estudando, cozinhando – pode Halsey em tudo que é playlist, sinceramente.

Anúncios

9 comentários

  1. […] Imagine uma pessoa que você (eu), na sua adolescência, seguia no Tumblr e no Twitter. Uma pessoa que, como você, era fangirl com orgulho de One Direction e descobria o feminismo naquela época. Imagine que ela cresceu assim como você: cada vez mais feministona, mais fã do One Direction e descobriu os boys e as bads. Só que, diferente de você (de mim), ela tem talento, um maxilar mais bem estruturado que a sua vida, lançou umas músicas, fez sucesso, lançou um EP chamado Room 93 e, um tempinho depois, lançou um álbum. Essa é a Halsey. HALSEY é um anagrama do nome dela, Ashley, e o nome de uma rua no Brooklyn. Antes de falar do álbum em si, vou falar dela só mais um pouco porque ela é muito relatable. Halsey é libriana e, como todo libriano – e por que não dizer todos nós -, tem a balança desequilibrada. Ela se define bastante pela dualidade, sendo birracial, bipolar e bissexual. BADLANDS é um álbum conceitual e eu amo álbuns conceituais, especialmente porque sempre acho que todos podem virar musicais, mas nesse caso cada música pode ser curtida individualmente. A história do disco se situa em uma sociedade distópica com elementos visuais (muito presentes no clipe de “Ghost”) inspirados em The Fifth Element e Blade Runner e um estilo musical definido por terceiros como Pop Indie. Na imaginação dela, essa sociedade é cercada por um deserto que deixa os cidadãos presos naquele lugar colorido e caótico. Conforme ia escrevendo o álbum e enchendo as paredes da casa de desenhos desse lugar, Halsey percebeu que estava escrevendo sobre seu estado mental e emocional. O álbum começa com “Castle” (“There’s an old man sitting on the throne that’s saying I should probably keep my pretty mouth shut”), no meio tem “Colors” (“You were red and you liked me because I was blue. You touched me and suddenly I was alilac sky, and you decided purple just wasn’t for you”) e a penúltima música é “Control” (“Goddamn right, you should be scared of me”) – ela é uma BADASS. Como disse a Halsey, que depois dos shows faz um meet & greet de graça para os fãs, sobre Badlands e sobre ela mesma: “Meu objetivo final é encorajar as pessoas a ser orgulharem de quem elas são. Se eu estar confiante e segura o suficiente para falar sobre minha bissexualidade, sobre meu transtorno bipolar, ajuda alguém a ser confiante o suficiente para falar sobre ter ansiedade social ou para alguém falar sobre ser parte de qualquer minoria, se isso ajuda alguém que sente que será julgado e castigado por ser quem é, se os ajuda a falar, então é isso que eu quero.” Eu amo a Halsey. Badlands é meu álbum do ano. Vocês também deveriam amar a Halsey e Badlands deveria estar nas suas playlists mais especiais. […]

    Curtir

  2. […] Jovem pertencente da geração Tumblr, Halsey vem deixando pistas de seu novo trabalho em vários posts subliminares em suas redes sociais, só observando seus fãs juntarem todas as peças do quebra cabeça em uma paranoia que só fã consegue desenvolver. Intitulado Hopeless Fountain Kingdom e previsto para 2 de junho, ela já deixou claro que ele é uma continuação da história de seu álbum anterior Badlands, mas com uma visão menos dark. Alguns fãs sortudos foram convidados a ouvir uma prévia de quatro músicas e nós nunca sentimos tanta inveja em nossas vidas. Se você ainda não está tão empolgado como nós para esse lançamento, clica aqui para lembrar o porque essa cantora é tão incrível. […]

    Curtir

  3. […] HALSEY ESTÁ DE VOLTA. Há um tempo, Halsey começou a postar teasers de seu novo álbum, Hopeless Fountain Kingdom, e do primeiro single, “Now or Never”, mas claro que ela não poderia fazer isso de forma simples. Ao invés disso, a cantora foi largando pistas pelas redes sociais e guiando os fãs a acharem informações sobre os lançamentos. […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s