quase 30 é o novo vinte e poucos (por favor)

Quando inventaram o twentysomething, termo pra explicar pessoas com seus 20 e poucos, eu tava entrando nessa fase e me senti representado. Mas o tempo foi passando, eu não faço mais parte desse dado demográfico e me preocupa o fato de não pertencer a nenhuma tribo, estar no mesmo grupo de pessoas muito muito muito velhas – qualquer um acima de 31 anos.

Por isso, criei meu próprio grupo, os quase-30. Um clube no qual sou presidente e tesoureiro, mas espero que, com o apoio do Brasil, dê certo e se estabeleça.

Na verdade esse texto é um grande serviço para o mundo, porque me dói muito pensar que a publicidade ainda não está pensando em produtos para esse nicho. É preocupante a HBO não estar tendo reuniões com alguma nova Lena Dunhan criando um seriado inspirado em pessoas da minha idade.

Sem contar que Taylor Swift lançou um álbum chamado 1989 e foi sucesso, ou seja, pessoas que nasceram no fim dos anos 80 são tendência.

Nossa época.

Em primeiro lugar, somos as pessoas mais ligadas em tecnologia pelo fato de que somos preguiçosos. Tudo tem que rolar por meio de aplicativos: pedir comida, etc. Os aplicativos de táxi, então, são os que mais amamos, porque temos preguiça de andar duas quadras. Os apps de pegação também são úteis pra conhecer gente nova mais fácil, já que 1) pegamos todo mundo de interessante que tinha no rolê; 2) temos preguiça de conhecer novos lugares, já que isso faria ter que andar mais de duas quadras e pegar táxi, só que ainda não somos ricos.

A nossa não riqueza está aliada ao desemprego dos quase-trinta. Ou não arranjamos ou saímos de um trampo, o que nos torna uma audiência qualificadíssima para programas de tarde da tv. Globo já pensou em nos usar de grupo focal para uma reformulação no vídeo show? Ou alguma marca de acessórios hype fazer um mercha na sonia abrão?

Nós somos excelentes críticos da indústria cultural e devemos ser considerados na hora da produção de filmes, principalmente remakes de clássicos dos anos 90, já que estávamos vivos naquela época e, provavelmente, assistimos no cinema. Outras categorias de negócios em que devemos também ser levados em conta: bares, cafés e demais ambientes de socialização. Já que, como dito anteriorimente, já pegamos todo mundo de interessante e precisamos de novos lugares. Mas estes lugares têm de ser maravilhosos pois temos preguiça de ir a novos lugares. Então, pensa que se um quase-30 amar seu estabelecimento, ele será sucesso na certa!!

Damos atenção especial para a saúde. Vamos à academia não pra postar no instagram, mas porque já sentimos o peso da idade, a breja do finde não perdoa e a ressaca dura dois dias, com a sensação de que levamos uma surra. Também frequentamos consultórios médicos com maior frequência. E por opção própria, não por que nossa mãe mandou. Uma gripe a essa altura da vida não é mais aquela delicinha de faltar aula e ficar dormindo. Farmácias também são points pra um quase-30, seja pra comprar paracetamol chazinho, dorflex ou algum dos ansioliticos que tomamos – com receita – pelas mais diversas razões. Já pensou botar Taylor Swift garota-propaganda da sua farmácia, empresário?

IMG_5198

Por favor publicidade, pense em nós quando for fazer anúncios de seus produtos. Buzzfeed faça posts com muitos gifs sobre mim. Mãe e pai, ficarei aqui por um tempo ainda. Obrigado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s