tipos de pessoas que você encontra no buffet

Acho que não falo só por mim quando digo que o almoço é um momento de glória para o trabalhador/universitário brasileiro. Uma horinha para fugir do escritório/sala de aula, limpar os ares~ e – o mais importante – comer. E, como a manhã é sempre muito desgastante e a tarde será ainda mais: comer muito – de preferência, por muito pouco. A solução é claro é o clássico e incrível buffet.

giphy (1)

Essa maravilha adorada e invejada pelos estrangeiros, que não estão acostumados a ver tanto tipo de comida diferente em um lugar só, junta brasileiros de todas as idades, cores, classes, religiões, ideologias e gostos. Por isso mesmo, uma ida ao buffet é também uma EXPERIÊNCIA ANTROPOLÓGICA. Sim, acompanhem.

Com vocês, os tipos de pessoas que você encontra no buffet:

O jovem que come muito

Sabe aquele menino no fim da adolescência, que parece um pouco mais alto e mais magro do que deveria? Ele está acompanhado da mãe e com o uniforme da escola. Ele também volta do buffet com um PRATO MONTANHA. Quando eu era jovem, se falava em prato de pedreiro. Tem umas quatro camadas de comida e tudo lá: arroz e feijão, massa com dois tipos de molho, batata frita, três carnes diferentes. E ele come tudo isso mais rápido do que eu demoro pra terminar minha salada (e eu como bem rápido). Não sei muito bem por que os jovens fazem isso: se é gula ou preguiça de voltar no buffet 4x pra repetir.

giphy (3)

Velhinhos que só tomam sopa

Nesse restaurante que eu vou sempre, tem sopa literalmente o ano inteiro. É janeiro, 40 graus e tem um caldinho de feijão. No início, me perguntava por que diabos, mas acabei descobrindo: os velhinhos. Tem gente que paga os 16 reais do buffet e só toma sopa. E, sinceramente, eu acho que eles nem ligam pro sabor, simplesmente pegam porque é sopa. Digo isso porque, na semana passada, tinha SOPA DETOX (idek) e tinha um senhorzinho que não me parecia ser ~ligado o suficiente pra ter lido ~os 16 motivos por que os sucos detox vão melhorar sua vida.

giphy (5)

Veganos

Infelizmente, a maioria dos restaurantes ainda não oferece opções veganas o suficiente para acabar com aquela visão de que veganos só comem mato. Fica mais difícil ainda quando você está lá viajando enquanto espera as suas companhias voltarem do buffet, olha pra frente e vê um cara de cabelo comprido preso em um rabo, todo vestido com roupas de algodão, um prato lotado de salada, devorando um brócolis. Desculpa, e torço para que se torne mais fácil achar opções veganas no buffet do povão!!

giphy (2)

Pessoas que pegam a sobremesa dos outros da mesa

AKA meu pai. Seguidamente eu como demais no buffet. Porque, pra ser sincera, aqui em casa a gente não passa muito das três opções básicas de pratos e, quando eu vejo os pratos ~especiais do buffet, me dá até uma palpitação. Como escolher entre lasanha de camarão e risoto de abóbora? Bolinho de arroz e aipim frito? Frango à milanesa e strogonoff? Eu pego tudo mesmo (claro que em um prato de cada vez) e não sobra espaço pra sobremesa. Muitos restaurantes também economizam nos doces, só permitindo que cada pessoa pegue um mísero pratinho. Daí, meu pai, muito espertinho que é, termina a sobremesa dele, empurra o prato pro meu lado e sai pra pegar outro. Não sei se isso é um costume de família, já que a mulher do meu vô faz a mesma coisa, mas enfim.

giphy (4)

Grupos de jovens que falam muito alto

Como eu geralmente almoço perto da faculdade, sempre tem outros alunos por perto. Mesmo que não sejam tão óbvios quando estudantes de colégio, é bem fácil saber quem eles são. Como? 1) Juntam umas 10 mesas para caber todo mundo, já que são todos muito amigos. 2) Ficam o máximo possível dentro do local, repetindo umas 4 vezes. 3) Falam muito e muito alto, afinal, as mesas são grandes e todo mundo tem que se ouvir. Esse tipo de gente é bem fácil de encontrar no início do semestre, porque normalmente são bixos que ainda estão muito emocionados com o curso, mas não têm muita familiaridade com o R.U. Ao longo do semeste, eles desaparecem, porque começa a ter prova, desistência, emprego, vida, etc. Essa galera também é a grande culpada por você ter que ficar meia hora esperando na porta do restaurante antes de entrar.

giphy (6)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s