playlist: oops!… i did it again, a verdadeira biblia da pop

Hoje é aniversário da Britney, ou aniversárioney, 01 dia muito importante para o mundo.

Porque sim, Britney é a rainha do pop e a grande inventora do conceito pop bate-cabelo que conhecemos hoje. Ela já fazia sucesso muito antes de hétero frequentar a balada gay, só “pra dançar”. Nesse início do fim do ano, em que já começamos a nossa retrospectiva de melhores discos, vou falar de um dos maiores discos de 2014 (e de todos anos, desde 2000): Oops!…I Did It Again, o segundo cd da Britoca ❤

brit
1º paragráfo mais inútil da história, todos sabemos que Britney = Deus

Quando lançado em 2000, ‘Oops’, como chamamos na intimidade, foi o álbum mais vendido de uma artista de feminina em sua semana de estreia, com 1.325.311 cópias. Por que estou trazendo essa informação? Pra provar que este album segue relevante também economicamente, já que sua relevância cultural é incontestável. Neste ano, esse recorde chegou muito perto de ser quebrado. Com 1989 da Taylor Swift.

A gente ama 1989 e somos todos obcecados por Blank Space, Style e etc. Mas desculpa Tay, você não está lidando com as suas amiguinhas, Miley, Katy Perry, Lady Gaga, Beyoncè. Você está lidando com Britney Jean Spears, ou simplesmente Godney. Mesmo Taylor tendo feito tudo que podia, saído do spotify, botar sacolinha com brindes nas cópias do 1989, fazer festa open bar na sua casa para os fãs, o recorde não foi quebrado, por apenas 8.884 cópias.

eu com peninha da taylor
eu com peninha da Taylor

Então, sim, Oops é a biblia do pop. Quem aqui não sabe a coreografia da faixa título? Ou dançou “Stronger” na cadeira, a maior música de superação? Ou lembra quando ela foi vaiada no Brasil durante a Ooops tour, por cantar Lucky com a bandeira americana no telão? Aliás, o que comentar de Lucky, esse profundo hino pop sobre a solidão de ser uma popstar? Este cd tem os melhores hits pop de todos os tempos. E pra quem não curte pop, ainda tem um cover de Satisfaction do Rolling Stones (#homenageney). E, se ousarem chamar Brit de alienada pau-mandado da gravadora, saibam que ainda tem uma composição de autoria da própria, “Dear Diary”, que é superior a todos os 3 primeiros CDs da Taylor.

quem nunca falou isso para uma paquera?
quem nunca falou isso para uma paquera?

E também é o 1ºalbum pop conceito, chora artpop. No intervalo entre as faixas rolam conversas de Britney e suas amigas ao telefone, falando sobre boys. Porque ela é Britney, um icone, mas também possui preocupações mundanas.

Sério, nem tem o que falar mais. Sim, Oops é  a biblia do pop e provei isso com fatos. Sem precisar mostrar o altar que eu tenho montado na minha casa, com velas aromáticas sabor baunilha (sabor predileto de Brit) acesas. Obrigado e parabéns Britney. E que venham mais 14 anos de recorde ❤

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s