saindo do armário

– mãe, sabe que dia é hoje?

– ahm, hoje é sábado, né?

– sim, mas não é só isso…

– mas teu aniversário é só mês que vem. e o do teu irmão foi em dezembro. do que tu tá falando?

– hoje é dia da mulher, mãe!

– ah, é!! por isso que me deram uma flor quando eu fui abastecer o carro. tá, mas, o que que tem?

– então, mãe, eu queria aproveitar esse dia pra te contar uma coisa…

– que foi que tu andou aprontando?

– não é nada grave, mãe. quer dizer, não acho que tu vá achar…

– tu tá usando drogas? ah, na tua idade eu fumava um baseadinho com o pessoal da faculdade…

– não é bem isso, mãe.

– é cigarro?

– não, mãe.

– fez uma tatuagem escondido?

– não!! aliás, mãe, tu não quer parar de tentar adivinhar?

– tá, fala! tu que tá enrolando.

– é que, eu sou feminista, mãe.

– tipo a tua tia que não casou?

– não, manhê, nada a ver!! tipo a simone de beauvoir e a virginia woolf.

– mas elas não são escritoras? tu tá fazendo psicologia!

– tá, mãe, mas enfim. eu só acredito em direitos iguais pra homens e mulheres, liberdade de escolha, empoderamento feminino, libertação de padrões opressores baseados em normas de gênero e essas coisas. ou seja: poder ser mulher em paz, sem a sociedade machista cagando regra sobre o que eu deveria ser ou fazer.

– tá, mas, tu vai deixar de se depilar, por acaso?

– olha, a frida não fazia nem a sobrancelha e era genial, então, isso não significa nada. mas, não, mãe, não vou. não te preocupa.

– e ser feminista significa que tu odeia os homens?

– só os comentaristas de portal e uns babacas, mas, por incrível que pareça, também tem muita mulher machista. eles mais espalham a merda toda do que criam. e só fazem isso por ignorância, e um pouco de preconceito. aliás, se não fossem pelas feministas, as que se depilam e as que não se depilam, tu jamais teria te separado do pai. nem trabalharia fora, ou, sei lá, usaria calças.

– nem votado, certo?

– exato!

– taí, gostei desse lance de feminismo. mas termina logo de te arrumar que a gente tem que sair.

esse texto é de brinks, mas o dia internacional da mulher não é exatamente uma data comemorativa. e feminismo não significa odiar os homens ou qualquer coisa parecida. procure saber.

ah, e esse diálogo é fictício!

bibliografia sugerida:

http://thinkolga.com/

http://confeitariamag.com/admin/nossa-pauta-para-hoje/

a68c8867fb6e9e230cd6d245e08cffc4

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s